MOSTRA 21 - 2013: A DIFÍCIL ARTE DE CONVIVER

Trata-se, por enquanto, de um teste para possivel reativamento do blog. O que está certo mesmo é que de 7 a 27 de janeiro de 2013 teremos a Quinta edição da MOSTRA 21. Programe-se!

MOSTRA 21 AVISA:

A partir de 11 de janeiro, quarta-feira, a MOSTRA 21 receberá, indistintamente, todo o público caririense para o qual ela foi criada. Inscritos e com ingresso tornam-se todos, agora, CONVIDADOS sem distinções. Chegue às 18h30 para as sessões do SESC CRATO e às 13h para as sessões da tarde do CCBNB e SESC JUAZEIRO. Mas venha, porque essa mostra de filmes internacionais é SUA, é gratuita e foi feita com muito carinho. E se a MOSTRA 21 cometeu um erro, ela quer consertá-lo, porque filmes tão maravilhosos merecem ser vistos por VOCÊ.

OS HORÁRIOS E LOCAIS DA MOSTRA 21 NÃO MUDARAM. Apenas fiquem mais tranqüilos de virem para os filmes: Temos muitos lugares.

As inscrições foram pensadas com o intuito de dar a certeza para quem saísse de casa de que haveria um ingresso à sua espera e surtiu um efeito contrário.

Inscrevemos, apenas, metade da capacidade dos teatros e sabíamos que comportávamos muitos ingressos distribuídos por dia antes de cada filme.

Mas correu um boato falso e maldoso de que só entrava na MOSTRA 21 quem tivesse se inscrito antes. Isso nunca foi verdade e acabou gerando um medo generalizado de ir ver o filme porque não se teria mais lugar.

Agradecemos a todos que estão comparecendo e que podem comprovar que temos qualidade de exibição, um delicioso café, um excelente filme e muito respeito e atenção na hora de recebê-los.

É INACREDITÁVEL, MAS ACONTECEU Sobre Fargo







Os irmãos Coen e seu modo especial, particular, peculiar de ver a realidade resolveram em FARGO dizer para nós fãs/espectadores de seus filmes que a realidade pode estar, sim, em histórias que eles estão acostumados a inventar. Daí disseram que esta história aconteceu de fato. Aconteceu?

Há muito tempo li Um Plano Simples que também foi transformado em filme. Neste caso o livro de Scott Thomas é excelente e o filme que fizeram a partir dele é... deixemos pra lá. Bem, Em UM PLANO SIMPLES acha-se muito dinheiro e a partir da idéia simples de enterrar a grana e esperar que o tempo passe até alguém reclamar o dinheiro ou não e só aí então fazerem uso da bolada, muita gente irá morrer e matar e nada será muito simples daí por diante. FARGO é essa mesma bola de neve. E se passar num inverno rigoroso cheio de neve – se não me falha a memória em UM PLANO SIMPLES também a paisagem está coberta de gelo – torna a metáfora ainda mais evidente. Tudo vai se complicar invariavelmente.

Esses dois criativos realizadores são mestres em iniciarem com uma situação que se desdobrará como uma língua de sogra até um final estrondoso. Acredito que o público dará boas risadas e acreditará não acreditando que tudo isso seja possível.

IRMÃOS SÃO POVOS DISTINTOS COM A MESMA ORIGEM Sobre A Família Savage










Dois excelentes atores: Laura Linney e Philip Seymour Hoffman que você percebe que respeitam a arte de interpretar, juntos no papel de dois irmãos que se vêem forçados, já maduros, a conviverem um com o outro enquanto decidem o que fazer com o velho pai que está sofrendo de demência.

Cada um já tinha uma vida independente, morava distantes uns dos outros e, talvez, só se falassem por telefone e raríssimas vezes. Mas um dia, eles são convidados a tomar decisões morais e afetivas essenciais para que eles possam continuar seus caminhos.

Um irmão conhece o outro de um ponto de vista muito mais cruel. Tem o amor dos laços de sangue sem a tolerância extrema do amor dos pais. Digamos que os limites da crueldade podem ser mais elásticos entre pessoas que já dividiram tanta intimidade. Só que estes dois Savages já estão bem crescidos e acostumados a não conviverem um com o outro.

O enredo é muito inteligente, terrivelmente engraçado em alguns momentos – por mais que a pessoa não queira admitir por motivos éticos e morais que tenha sentido vontade de rir – e cheio de possibilidades. Eu, particularmente, gosto de filmes sobre família e adoro aqueles cheios de assunto pra se falar depois.

CONCENTRE-SE, PORQUE AMAR É DAS TAREFAS MAIS DIFÍCEIS Sobre Há Tanto Tempo Que Te Amo









Estou muito feliz por exibir este filme com a Kristin Scott Thomas. Ela é marcante em pelo menos dois outros filmes: O PACIENTE INGLÊS e ASSASSINATO EM GOSFORD PARK, mas está simplesmente soberba em HÁ QUANTO TEMPO QUE TE AMO. E prestem atenção nesta inglesa, porque ela tem uma extensa lista de títulos dos quais já participou e que sua postura sofisticada, esguia, aristocrática imprimiu sempre o máximo de dignidade às suas personagens.

E neste filme francês ela empresta a sua pele a uma mulher... Não posso falar muito deste filme. Não quero adiantar nada que quebre o seu clima de mistério. Ele é um filme de muitas capas. Nós somos convidados/intimados a entrar na intimidade de uma desconhecida, de vê-la para além de nossos maiores preconceitos. Não vai ser uma jornada fácil pra nenhum dos espectadores.

O que posso dizer é que ela é a irmã mais velha de uma jovem mãe de família que a recebe em sua casa depois de muitos anos sem se verem.

E posso dizer mais: Amar não é fácil. Amar é ir além do que é fácil e compreensível. O amor da irmã mais nova é incrível. O amor da irmã mais velha... é insuperável.

ENTENDER A FÉ DO OUTRO PARA ALÉM DE NOSSAS CRENÇAS Sobre Adoração









Atom Egoyam já havia tratado de temas difíceis e desagradáveis no passado: O DOCE AMANHÃ em que ele apresenta, retrospectivamente, o desenrolar da dor de pais e mães que perderam seus filhos ainda crianças quando um ônibus escolar derrapa e cai em águas congeladas deixa todo espectador com a garganta seca. Comparando este filme a ADORAÇÃO, temos o fato da narrativa ser totalmente desconstruída, misturando cenas do passado e do presente sem que notemos claramente (mas isso é essencial neste filme) e lidar com dores por perda e incompreensão dos fatos que motivaram essas perdas.

Ele consegue ser extremamente atual quando trata da relação entre muçulmanos e atentados terroristas, que é um modo de ver de boa parte do mundo ocidental que se acostumou a olhar com desconfiança e medo os leitores e seguidores das palavras do Alcorão. É como se as Cruzadas não tivessem acabado e ainda hoje cristãos e muçulmanos se digladiassem até a morte de uns ou de outros.

Um jovem adolescente tenta saber quem foram seus pais, entender a cultura de seus ancestrais, conhecer a forma como os seus colegas o viriam se soubessem de quem ele é filho.

Este premiado filme canadense de um diretor egípcio reflete, entre outras coisas, sobre a intolerância e de como esta tem muitas faces e muitos lados. Nada tão profundo ou original, mas que tem seus méritos e pode atender às expectativas de muitos espectadores.

MUDANÇA NA PROGRAMAÇÃO DA MOSTRA 21

Quatro excelentes filmes terão que dar lugar a outros quatro também excelentes filmes.

Eu não fico muito triste com as mudanças porque os outros filmes que tomarão o lugar dos anteriores são filmes de MOSTRA 21.

No lugar de ZONA DE RISCO, filme sul-coreano, teremos um filme canadense dirigido pelo egipcio Atom Egoyan: ADORAÇÃO. Este filme foi premiadíssimo tanto em Cannes como no Festival de Cinema de Toronto e vai tratar de temas bastante contemporãneos como Terrorismo e religião muçulmana e os preconceitos ocidentais com o Islã.

Os dois filmes do canadense Xavier Dolan, AMORES IMAGINÁRIOS e EU MATEI MINHA MÃE foram substituidos, respectivamente, por HÁ TANTO TEMPO QUE TE AMO e A FAMÍLIA SAVAGE.

Por último, no lugar de OS TRÊS ENTERROS DE MELQUIADES ESTRADA exibirei outro filme dos irmão Coen, o impagável FARGO. Vocês não vão acreditar nesse filme!

Depois escrevo mais!

Assine o nosso Feed

Cadastre seu email e receba as atualizações da mostra 21:

Delivered by FeedBurner

Pesquisar no blog

Carregando...